Temu chega ao Brasil: o que é o e-commerce e o panorama

Temu no Brasil: o que é o e-commerce e o panorama de negócios

Sobre a chegada da Temu ao Brasil. O que é, os dados de lucro, estratégias de marketing, comunicação no Super Bowl e as consequências para o mercado brasileiro.

O que é a Temu?

Temu no Brasil: o que é o e-commerce e o panorama de negócios

A Temu é uma plataforma de comércio eletrônico chinesa que pertence ao grupo PDD Holdings Inc., proprietária também da Pinduoduo.

Fundada em julho de 2022 em Boston, Massachusetts, EUA, a Temu oferece uma variedade de produtos, desde tecnologia até roupas, com grandes descontos. Os produtos são majoritariamente enviados diretamente da China para os consumidores.

Dados de desempenho e crescimento

Em 2024, a Temu se destacou como o quinto aplicativo mais baixado globalmente, ficando atrás apenas das redes sociais TikTok, Instagram, Facebook e WhatsApp, segundo o ranking do site App Magic.

No Brasil, ocupa a 54ª posição em número de downloads na categoria de compras, embora as vendas ainda não estejam disponíveis no país (em maio de 2024). De acordo com um relatório do BTG Pactual, o aplicativo recebeu mais de 3 milhões de avaliações no Brasil, com uma média de 200 mil downloads mensais.

Globalmente, a companhia projeta vendas de US$ 60 bilhões em 2024, mais do que o triplo do valor alcançado em 2023.

Lucros do primeiro trimestre de 2024

O conglomerado PDD Holdings anunciou um lucro líquido de aproximadamente US$ 4,375 bilhões no primeiro trimestre de 2024, um aumento de 245% em relação ao mesmo período do ano anterior. As receitas totais atingiram US$ 13,561 bilhões, um crescimento de 131% em comparação com o ano anterior. Esse desempenho positivo impulsionou as ações da Temu e da Pinduoduo, que subiram 6% na abertura de Wall Street.

Marketing e propaganda no Super Bowl

A Temu investiu em marketing, incluindo a veiculação de propagandas no Super Bowl, um dos espaços publicitários mais caros e disputados do mundo. O slogan da Temu, “Compre como um bilionário”, reflete sua estratégia de oferecer produtos a preços extremamente competitivos. Esse investimento em propaganda contribuiu para a popularidade do aplicativo, que se tornou o mais baixado entre os gratuitos nas lojas de aplicativos Android e iOS nos EUA.

Modelo de negócios e operações

A Temu destaca-se por seu modelo de fabricação de nova geração e por uma estratégia de preços agressiva. Este modelo permite que os fornecedores ajustem a produção com base em dados de mercado, resultando em produtos mais acessíveis e com maior alinhamento às demandas dos consumidores.

A plataforma também tem foco em expandir suas operações globalmente. Em 2023, expandiu-se para o Canadá, Austrália, Nova Zelândia e vários países europeus, incluindo França, Itália, Alemanha, Países Baixos, Espanha, Reino Unido e Portugal. Nos EUA, a Temu já é a segunda maior varejista online, atrás apenas da Amazon.

Participantes e impactos

Os principais participantes da Temu incluem fornecedores chineses que utilizam a plataforma para vender diretamente aos consumidores, eliminando intermediários. A empresa também se beneficia de uma base de usuários massiva da Pinduoduo, que possui cerca de 900 milhões de usuários na China.

A chegada da Temu ao Brasil, certificada pelo programa “Remessa Conforme” da Receita Federal, permitirá que a empresa importe mercadorias abaixo de US$ 50 sem pagar impostos de importação de 60%. Isso deve simplificar o processo de desembaraço das cargas e tornar os produtos ainda mais acessíveis para os consumidores brasileiros.

Temu no Brasil: consequências para o mercado brasileiro

A entrada da Temu no mercado brasileiro promete intensificar a competição no setor de e-commerce, especialmente em termos de preços. A prática de oferecer produtos a preços extremamente baixos pode pressionar outras plataformas de e-commerce a ajustarem suas estratégias de preços e operações logísticas.

Em outras palavras

A chegada da Temu ao Brasil representa uma expansão significativa para a plataforma de e-commerce chinesa e um novo capítulo na competição do mercado online. Com estratégias agressivas de preços e um modelo inovador de fabricação, a Temu tem potencial para intensificar a concorrência do comércio eletrônico no Brasil. À medida que a plataforma se prepara para iniciar operações no país, resta observar como os consumidores e concorrentes responderão a essa nova dinâmica de mercado.

Para continuar a conversa

Rolar para cima