Stranger Things: 7 dados sobre a série que atingiu recordes

Stranger Things √© uma s√©rie original da Netflix. Estreou em 15 de julho de 2016 e em 2022 completou quatro temporadas. Com o g√™nero de suspense, fic√ß√£o cient√≠fica e uma pitada de nostalgia, tornou-se um grande sucesso e j√° faz parte das culturas pop e geek. A hist√≥ria foi criada por por Ross & Matt Duffer (‚ÄúDuffer Brothers‚ÄĚ ou irm√£os Duffer).¬†

O enredo da série

Ap√≥s o misterioso e repentino desaparecimento de um menino, as pessoas de uma pequena cidade come√ßam a descobrir segredos de um laborat√≥rio do governo, portais para outro mundo e monstros sinistros. A m√£e do menino (Joyce) tenta desesperadamente encontr√°-lo, convencida de que ele est√° em grave perigo, enquanto o chefe de pol√≠cia procura resposta‚ÄĚ (IMDB).

Abaixo, 7 dados sobre a audiência e custos dos episódios de Stranger Things:

1. A Netflix informou que “Stranger Things 4” ocupou o primeiro lugar em 93 pa√≠ses.

2. Stranger Things foi a série mais bem classificada em 83 países.

Stranger Things: imagem do p√īster da quarta temporada de 2022. Reprodu√ß√£o/Netflix.
Stranger Things: imagem do p√īster da quarta temporada de 2022. Reprodu√ß√£o/Netflix.

3. De 23 a 29 de maio de 2022, os espectadores assistiram 5,1 bilh√Ķes de minutos de Stranger Things na Netflix, depois que a primeira parte da quarta temporada foi lan√ßada em 29 de maio, quebrando recordes.

Stranger Things: imagem do p√īster da quarta temporada de 2022. Reprodu√ß√£o/Netflix.
Stranger Things: imagem do p√īster da quarta temporada de 2022. Reprodu√ß√£o/Netflix.

4. Apenas dois outros programas receberam mais de 5 bilh√Ķes de minutos de visualiza√ß√Ķes em uma semana, disse Nielsen: Tiger King (5,3 bilh√Ķes de minutos) e Ozark (5,2 bilh√Ķes de minutos) em mar√ßo de 2020, quando os bloqueios do Covid-19 se estabeleceram.

Stranger Things: imagem do p√īster da quarta temporada de 2022. Reprodu√ß√£o/Netflix.
Stranger Things: imagem do p√īster da quarta temporada de 2022. Reprodu√ß√£o/Netflix.

5. A n√≠vel de compara√ß√£o, a s√©rie Obi-Wan Kenobi, que lan√ßou os dois primeiros epis√≥dios da s√©rie no mesmo dia no Disney+, atingiu 1 bilh√£o de minutos ‚Äď embora seus epis√≥dios fossem mais curtos que os de Stranger Things, e houvesse menos deles dispon√≠veis para assistir.

Stranger Things: imagem do p√īster da quarta temporada de 2022. Reprodu√ß√£o/Netflix.
Stranger Things: imagem do p√īster da quarta temporada de 2022. Reprodu√ß√£o/Netflix.

6.Netflix forneceu um or√ßamento de US$ 30 milh√Ķes por epis√≥dio.¬†

7.Isso somaria quase US $ 270 milh√Ķes para toda a quarta temporada do programa.

+Veja mais: a m√ļsica Running Up That Hill, de Kate Bush, retorna √†s paradas de sucesso ap√≥s cena em Stranger Things

Fontes: Netflix, Nielsen e Forbes.

Stranger Things: imagem do p√īster da quarta temporada de 2022. Reprodu√ß√£o/Netflix.
Stranger Things: imagem do p√īster da quarta temporada de 2022. Reprodu√ß√£o/Netflix.

Dados sobre as pessoas LGBTQ+ em 2022

No mês do Orgulho LGBTQ+, a compilação de alguns dados sobre pessoas:

  • 2,9 milh√Ķes de pessoas se dizem gays, l√©sbicas ou bissexuais, o que representa 1,8% da popula√ß√£o brasileira.¬†
  • Consideradas apenas as mulheres brasileiras, 0,9% declara-se l√©sbica e 0,8%, bissexual.¬†
  • Considerados apenas os homens, 1,4% declaram-se gays e 0,5%, bissexuais.¬†
  • Tanto entre homens quanto entre mulheres, 1,1% disseram n√£o saber e 2,3% recusaram-se a responder.¬†

Subnotificação em dados absolutos

3,6 milh√Ķes de pessoas preferiram n√£o responder e 1,7 milh√£o disseram n√£o saber qual √© a sua orienta√ß√£o sexual.

Comparativo da população LGBTQ+

  • O resultado brasileiro foi, segundo o estudo, semelhante ao de outros outros pa√≠ses.
  • Na Col√īmbia, por exemplo, 1,2% da popula√ß√£o se autodeclara homossexual ou bissexual.
  • No Chile, essa propor√ß√£o chega a 1,8% – semelhante √† do Brasil.
  • Nos Estados Unidos, a 2,9%.
  • No Canad√°, a 3,3%.

Ser LGBTQ+ ainda é arriscado

  • Infelizmente, parte das estat√≠sticas de LGBTQ+ n√£o s√£o positivas. O Brasil √© o pa√≠s com maior n√ļmero de mortes de pessoas trans.
  • E em cerca de 70 pa√≠ses a homossexualidade ainda √© √© crime.

Fonte: IBGE, ANTRA e Ilga.