Amazon Rufus: por dentro inteligência artificial do e-commerce

Amazon Rufus: por dentro da inteligência artificial do e-commerce da Amazon

Amazon Rufus: você viu que a Amazon lançou uma inteligência artificial para auxiliar as compras em seu aplicativo? 

Primeiro, sobre Amazon Rufus

Em fevereiro de 2024, a Amazon apresentou o Rufus, um assistente de compras alimentado por inteligência artificial generativa, projetado para aprimorar a experiência de compra do cliente. Treinado no vasto catálogo de produtos da Amazon e em dados da web, o Rufus auxilia os clientes com perguntas sobre produtos, comparações e recomendações dentro do aplicativo da Amazon.

“Rufus é um assistente de compras especializado em inteligência artificial generativa, treinado no extenso catálogo de produtos da Amazon, avaliações de clientes, perguntas e respostas da comunidade, e informações de toda a web para responder perguntas dos clientes sobre uma variedade de necessidades e produtos de compras, fornecer comparações e fazer recomendações com base no contexto da conversa.” (Amazon).

Atualmente, o Rufus está em versão beta. A Amazon está começando a disponibilizá-lo para os clientes em ondas, começando com um pequeno grupo de clientes nos Estados Unidos no aplicativo móvel, e progressivamente disponibilizando-o para o restante de novos clientes nas próximas semanas.

Amazon Rufus: usando a Inteligência Artificial para criar oportunidades

O Rufus opera dentro do aplicativo móvel da Amazon, integrando-se à experiência de compra. Os clientes podem acessar o Rufus digitando ou falando perguntas na barra de pesquisa. O diálogo de chat de IA aparece na parte inferior da tela, fornecendo respostas, sugestões e facilitando a descoberta de produtos.

Impacto no e-commerce e comportamento do consumidor

O Rufus pretende simplificar o processo de compra. Com sua capacidade de oferecer recomendações personalizadas e responder a consultas específicas sobre produtos, o Rufus capacita os consumidores a tomar decisões de compra informadas. Essa assistência personalizada pode remodelar as preferências do consumidor e aprimorar a jornada de compra como um todo.

Amazon Rufus: na prática, como isso funciona?

Considere um cliente em busca de tênis de corrida. Com o Rufus, eles podem fazer perguntas detalhadas como “Quais são as diferenças entre tênis de corrida para trilha e para asfalto?” ou perguntar sobre durabilidade. O Rufus os orienta no processo de seleção, garantindo que encontrem o melhor ajuste possível.

“Rufus gera respostas utilizando informações relevantes de toda a Amazon e da web para ajudar os clientes a tomar decisões de compra melhores e mais informadas. Ainda estamos nos primeiros dias da inteligência artificial generativa, e nem sempre a tecnologia acertará exatamente. Continuaremos a melhorar nossos modelos de IA e ajustar as respostas para tornar o Rufus cada vez mais útil ao longo do tempo. Os clientes são incentivados a deixar feedback avaliando suas respostas com um polegar para cima ou para baixo, e têm a opção de fornecer feedback livre também”, conta a Amazon.

Com Rufus, os clientes podem:

  • Aprender o que procurar ao comprar categorias de produtos.
  • Comprar por ocasião ou propósito.
  • Obter ajuda para comparar categorias de produtos.
  • Encontrar as melhores recomendações.
  • Fazer perguntas sobre um produto específico enquanto estiver na página de detalhes do produto.

De acordo com a Amazon, o uso da IA está sendo implementado e o Rufus é a expansão desse projeto no e-commerce:

“No último ano, introduzimos várias novas capacidades geradas por inteligência artificial na loja da Amazon para tornar as compras ainda mais fáceis e convenientes. Nossos destaques de avaliações geradas por IA fornecem aos clientes os temas comuns de dezenas, centenas ou até milhares de avaliações num piscar de olhos para ajudá-los a entender rapidamente as percepções dos clientes. Também introduzimos recentemente nosso recurso de Destaques de Avaliação de Tamanho, que oferece orientações personalizadas de tamanho e insights para que os clientes possam determinar qual tamanho se ajustará melhor a eles. Também estamos utilizando a inteligência artificial generativa para tornar as listagens de produtos ainda mais informativas para os clientes, ajudando nossos parceiros vendedores a escrever títulos e descrições de produtos mais envolventes e eficazes, e enriquecer as listagens existentes”, explica a Amazon.

Oportunidades para varejistas e mudanças para os consumidores

Para os varejistas, integrar ferramentas impulsionadas por IA, como o Rufus, pode aprimorar o engajamento e a satisfação do cliente, levando a um aumento nas vendas. Os consumidores se beneficiam da assistência personalizada e de experiências de compra simplificadas, reforçando a importância de plataformas como a Amazon no cenário digital atual.

Texto criado com informações oficiais da Amazon e insights por Dataísmo. Publicado primeiro no Linkedin.

Profissional de Digital Business e Business Intelligence, com foco em Consumer Insights, Trends e Cultural Research. Pesquisa e trabalha criando estratégias baseadas em dados. Criadora do Dataísmo e da comunidade de consumer insights Priszma by Dataísmo. Formada em Marketing e pós-graduanda em Digital Business na USP.

Share