O Branding na mudança visual do Instagram

O Instagram mudou o seu visual. Em anúncio no dia 23 de maio de 2022, a rede social listou quais as principais mudanças no design, cuja proposta é de se aproximar da comunidade criadora e o conteúdo produzido pelos creators (“Yours to make”).

Mudança no design do Instagram busca posicionar a rede social como espaço para criadores e põe o conteúdo primeiro (“content first”). Imagem: Reprodução/Instagram Official Blog.
Mudança no design do Instagram busca posicionar a rede social como espaço para criadores e põe o conteúdo primeiro (“content first”). Imagem: Reprodução/Instagram Official Blog.

As principais alterações incluem:

  • Uso de fonte proprietária. Instagram Sans, desenvolvida em colaboração com a Colophon Foundry. Está disponível em três estilos: Regular, Headline e Condensed. Pode ser aplicada nos stories e recursos presentes neles, como as enquetes.
  • Cores gradientes: o formato de cor gradiente ganha 5 novas paletas.
  • Ícone: recebe novas cores, arredondamento e já está disponível nas atualizações nas lojas de aplicativos.

+ Veja mais: dados da audiência do Instagram no primeiro trimestre de 2022.

Branding: mudança visual teve como objetivo reforçar o Instagram ser uma plataforma para criadores

O branding é baseado na mensagem de que todos que fazem parte da comunidade na forma de protagonistas: “yours to make” (você que faz”); “I want to build a the new normal” (eu quero construir o novo normal), em referência ao mundo pós pandêmico e à possibilidade das pessoas construírem uma nova realidade; “push the culture foward” (que têm o sentido de trazer e trocar ideias, ideias, planejamento, comunicação e a vontade de fazê-las acontecer, em tradução livre do inglês). Imagem: Reprodução/Instagram Official Blog.
O branding é baseado na mensagem de que todos que fazem parte da comunidade na forma de protagonistas: “yours to make” (você que faz”); “I want to build a the new normal” (eu quero construir o novo normal), em referência ao mundo pós pandêmico e à possibilidade das pessoas construírem uma nova realidade; “push the culture foward” (que têm o sentido de trazer e trocar ideias, ideias, planejamento, comunicação e a vontade de fazê-las acontecer, em tradução livre do inglês). Imagem: Reprodução/Instagram Official Blog.

Para manter e expandir o reconhecimento da marca, o Instagram simplifica e também expande sua unidade visual. Abaixo, listo três conceitos de branding aplicados ao design. Tudo isso para proporcionar retenção e aumento da audiência:

1. Branding Purpose (propósito da marca) é o Content First (“conteúdo vem primeiro”).

“Yours to make” ou “Você que faz” é o mote do Instagram para se aproximar da comunidade de criadores e a audiência da rede social. Imagem: Reprodução/Instagram Official Blog.
“Yours to make” ou “Você que faz” é o mote do Instagram para se aproximar da comunidade de criadores e a audiência da rede social. Imagem: Reprodução/Instagram Official Blog.

“Nosso novo sistema de design coloca o conteúdo em destaque, com foco na simplicidade e na auto expressão. Os novos layouts de marketing do Instagram exibem imagens em tela cheia, fazem referência à experiência no aplicativo e celebram a criatividade que vemos na nossa comunidade todos os dias”, de acordo com o blog oficial da plataforma.

2. Brand Recognition. Não se afastar demais do que a audiência já conhece. O design precisava estar próximo ao que já está na mente das pessoas quando pensam na marca.

A escolha da fonte Instagram Sans veio para reforçar o Branding do Instagram e o seu maior desafio foi não se afastar da marca que já está mundialmente na mentalidade da audiência. Imagem: Reprodução/Instagram Official Blog.
A escolha da fonte Instagram Sans veio para reforçar o Branding do Instagram e o seu maior desafio foi não se afastar da marca que já está mundialmente na mentalidade da audiência. Imagem: Reprodução/Instagram Official Blog.

Cynthia Pratomo, diretora criativa do Instagram da Meta, conta que alinhar o objetivo da rede social à aparência foi desafiante. “O mundo está tão familiarizado com a marca Instagram que fazer qualquer tipo de mudança é um desafio. Queremos que nosso sistema seja fiel ao espírito do Instagram – não simplesmente mude por mudar. É por isso que a simplicidade do sistema de design se refere ao que mais amamos no uso do Instagram – é sempre o conteúdo e a comunidade em primeiro lugar.” contou ao site It’s Nice That.

3. Branding Everywhere (branding em todos os lugares). Expansão do reconhecimento de marca também nos textos, por meio de fonte proprietária.

Instagram Sans, desenvolvida em colaboração com a Colophon Foundry, está disponível em três estilos: Regular, Headline e Condensed. Pode ser aplicadas nos stories e recursos, como as enquetes. Imagem: Reprodução/Instagram Official Blog.
Instagram Sans, desenvolvida em colaboração com a Colophon Foundry, está disponível em três estilos: Regular, Headline e Condensed. Pode ser aplicadas nos stories e recursos, como as enquetes. Imagem: Reprodução/Instagram Official Blog.

“A parte mais importante do briefing do Instagram Sans foi desenvolver um DNA tipográfico que priorizasse a acessibilidade e os scripts globais desde o início”, disse Cynthia Pratomo, diretora criativa do Instagram da Meta, ao It’s Nice That. Criar um sistema que abrigaria vários scripts globais, incluindo coreano, árabe e canará, mantendo-se fiel ao estilo suave e em loop que a equipe tinha em mente, foi um projeto extenso por si só. Tanto uma auditoria aprofundada das necessidades da comunidade quanto a colaboração com mais de 40 tipógrafos e especialistas em linguagem entraram nos scripts finais.

“A partir daí”, explica Daniel Soedderstedt, do Instagram, “imaginamos um remix contemporâneo, mas atemporal, de estilos tipográficos – não é um geométrico tradicional nem grotesco” (contaram em entrevista ao site It’s Nice That).

+ Saiba mais: como funciona o algoritmo do Instagram.

Bianca Andrade: de influenciadora a empresária

A influenciadora e empresária Bianca Andrade tem movimentado o mercado de beleza. Ela soma mais 17 milhões de seguidores no Instagram e, com mais de 10 anos de carreira,  fez a transição de influenciadora a empresária, usando estratégias de marketing e criando um universo para a sua marca. 

Recentemente, Bianca lançou as boquinhas, criadas em parceria com a Cadiveu, que são gummy bears em formato de boca, sua marca registrada. Elas esgotaram em apenas um dia e faturaram mais de R$ 1 milhão.

De influenciadora a empresária: começo de blogueira, participação no Big Brother e empresária em destaque na Forbes

Começo. Bianca começou a sua carreira nas redes sociais como influenciadora de maquiagem. Com o sucesso no Youtube e no Instagram, já participou do programa da Fátima Bernardes e em 2019, lançou a linha Boca Rosa Beauty by Payot.

Big Brother. Em 2020, participou do Big Brother Brasil. O rímel e a base que utilizava no programa chamaram atenção por não sair na água, mostrando alta duração. Ambos esgotaram em diversos pontos de venda. E foi assim que no ano da pandemia fechou o seu faturamento em R$ 120 milhões apenas com o Boca Rosa Beauty. 

“Eu entrei no BBB com um propósito: me posicionar como empreendedora para o público do sofá. O público da internet já me conhecia, o pessoal do offline não. Eu entrei na intenção de me posicionar como empreendedora. Saí dividindo opiniões, mas minha marca vendeu três vezes mais”, disse ao Blomberg Línea.

Empresária. No final de 2021, criou um escritório novo como parte do seu projeto de expansão. 

“Sou uma influenciadora e empresária que foi nascida e criada em uma comunidade e após acreditar que poderia mudar a minha realidade, hoje tenho a oportunidade de me ver entre as 20 mulheres de sucesso da Forbes. Isso é resultado de muito trabalho e muito amor pelo que faço”, disse em entrevista. 

“Aqui é meu sonho materializado. O peso é justamente a responsabilidade. Nada me amadureceu mais que o meu filho. Esse foi o ano que mais me amadureceu. Sou artista, ao mesmo tempo que comunicadora, e ao mesmo tempo que empresária. Quero que a Bianca Andrade empresária seja vista. Vou tentando ser uma voz que contribua, da minha maneira”, contou em entrevista à Folha. 

Forbes. No dia 23/02, a publicação divulgou o nome a lista “20 Mulheres de Sucesso em 2022”. Dentre elas, Bianca Andrade.

 

Bianca Andrade: de influenciadora a empresária. Imagem: Instagram/Bianca Andrade.

Em seu Instagram, ela publicou:

Ainda estou sem acreditar. Já chorei quietinha no meu canto, já agradeci, já pulei, comemorei.

Hoje estou na lista das 20 mulheres de mais sucesso do meu país, segundo a FORBES. Passa um filme na minha cabeça. Eu vim da favela da Maré no Rio de Janeiro e morei lá até meus 20 anos. Isso já diz muito sobre mim. Precisei me esforçar 1000 vezes mais pelos meus objetivos, principalmente por ser uma jovem empreendedora que surgiu da internet e precisa se provar o tempo todo, mas isso não é problema para mim. Que nunca me falte força de vontade, criatividade, genialidade e persistência pra atravessar todas essas barreiras e ter mais dias como esse, fazendo história junto dessas mulheres que estão fazendo a diferença nos seus setores. Sou muito motivada por inspirações e espero que estar neste lugar me faça inspirar outras mulheres a realizar seus sonhos mais ousados, a serem independentes e donas de seus impérios. Obrigada @forbesbr, @camarotti7 e todo time pelo reconhecimento. Vocês fizeram o dia 23 de fevereiro ser histórico na minha vida.

O seu perfil do Instagram carrega na bio: “business woman”. 

Planos futuros incluem metaverso. Bianca  disse à Forbes que pretende criar um curso virtual de marketing digital e empreendedorismo. E entrar no metaverso ainda este ano com um personagem de sua marca.