Twitter: aquisição, novas regras e a alternativas

Os últimos dias foram movimentados na internet. Adquirido por Elon Musk (uma das maiores compras de mídias dos últimos tempos), o assunto Twitter movimentou não só a economia, mas também a própria rede. A mudança na diretoria abriu espaço para várias perguntas, tais como: “será que ele vai acabar”? Mas o que sabemos até o momento, em maio de 2022, é:

Aconteceu a aprovação do negócio, que envolve autorização antitruste e de recursos financeiros. Até a assinatura final, alguns detalhes podem mudar.

Promessas de Musk para o Twitter

Por enquanto, a nova diretoria nada afirmou sobre alterar funcionalidades técnicas da plataforma. Mas, sim, depois de bater o martelo, é possível as regras foquem no proposto por ele: autenticação de usuários, liberdade de expressão, não banimento e menos bots

“A liberdade de expressão é a base de uma democracia em funcionamento e o Twitter é a praça da cidade digital onde assuntos vitais para o futuro da humanidade são debatidos”, afirmou Musk em comunicado.

Como são conceitos bem abertos, existe a preocupação de grupos de direitos humanos que estudam discursos de ódio nas redes sobre como ficará a moderação para impedir a propagação de ódio e fake news.

“Quero tornar o Twitter melhor do que nunca, aprimorando o produto com novos recursos, tornando os algoritmos de código aberto para aumentar a confiança, derrotando bots de spam e autenticando todos os humanos”, falou Musk.

Enquanto isso, conhecidos por seus memes, os usuários da mídia social até subiram a hashtag que entrou nos top assuntos mais comentados: “R.I.P. (rest in peace) Twitter”.

Indo além do Twitter

“Será que vai morrer igual ao Facebook”? Questionaram no Twitter. Mas a questão é que o Facebook não morreu. Mesmo que o Twitter tenha alta atividade, com usuários fiéis e valiosos, nosso país tem 17 milhões de usuários ativos por lá, enquanto o Facebook tem valor bem superior, de pelo menos 116 milhões (leia mais em: dados do Facebook em 2022).

E o Snapchat, considerado “morto” por muitos, conta com 293 milhões de usuários mundiais, um recorde conquistado em 2021 (veja mais sobre o último recorde do Snapchat). Sem contar o público do Tik Tok e Youtube. Cada rede com a sua proposta. Mesmo que abandonadas por alguns, muitas pessoas ainda usam todas redes as anteriores e elas são maiores em usuários que o próprio Twitter.

Migração para o Mastodon

Por outro lado, Mastodon é considerada uma das concorrentes do Twitter e passou por dias movimentados. Depois da notícia do Musk, ela explodiu e teve recorde de acessos simultâneos e de novos usuários, a ponto de cair o servidor. 

Os aplicativos oficiais para iOS e Android tiveram um aumento de downloads de 5 mil vezes após o anúncio da aquisição do Twitter. O total de transferências em apenas uma semana equivale a 10% do número absoluto de downloads acumulado ao longo da vida útil do Mastodon. De acordo com o Daily Mail, O Mastodon ganhou quase 30.000 novos usuários no dia no anúncio da chegada de Elon Musk ao Twitter.

Eugen Rochko, fundador e CEO da Mastodon, admitiu problemas de acesso devido ao excesso no dia, devido à entrada de novos usuários. “Eu estava trabalhando o dia todo para corrigir problemas de desempenho nos servidores Mastodon que eu opero devido ao influxo de usuários novos e recorrentes após a aquisição do Twitter por Elon Musk”, disse ele ao Motherboard. Rochko afirmou que o Mastodon viu um aumento de 41.287 usuários ativos, incluindo usuários recorrentes e novos. Considerando apenas os novos usuários, 28.391 pessoas se juntaram ao Mastodon no dia.

Mas apesar do aumento de usuários no Mastodon da rede estar em evidência, a maioria ainda continuou usando o Twitter.

Mais sobre o Mastodon

A rede foi criada em 2017 por usuários insatisfeitos com o Twitter. Os posts são os “toots” (sua versão de tweets) com limite de 500 caracteres. As publicações podem ser privadas (uma novidade que o Twitter lançou no início de maio de 2022 sob o nome de Roda, em português). Possui organização de timeline cronológica (e não de algoritmos), e não há publicidade. É registrada como uma organização sem fins lucrativos e funciona à base de doações. O Mastodon ainda é descentralizado, ao contrário do Twitter, que possui suas próprias regras de verificação, punição ou autenticação. Sob a organização de federações, cada “servidor” da federação possui suas próprias regras.

Dados do Facebook em 2022: total de usuários, pessoas ativas e regiões de maior público

Apesar de diversas afirmações de que “O Facebook flopou” a rede social ainda tem parte importante de usuários cadastrados e também de usuários ativos hoje. Também existem jovens no Facebook. Os dados abaixo são oficiais, do Meta Quarter Results (T1 2022), e da Kepius e Locowise (as duas estão entre as maiores empresas de pesquisa do mundo).

Dados de usuários do Facebook

  • O Facebook tinha 2,912 bilhões de usuários ativos mensais em janeiro de 2022, colocando-o em 1º lugar no ranking das plataformas de mídia social mais ‘ativas’ do mundo.
  • Os dados publicados no mais recente relatório de performance da empresa Meta (Meta Quarter Results) mostram que os usuários ativos mensais do Facebook cresceram ligeiramente nos últimos três meses.
  • O número total de pessoas que usam o Facebook a cada mês aumentou cerca de 2 milhões (+0,1%) nos três meses anteriores a janeiro de 2022.
  • Esses números mais recentes indicam que aproximadamente 36,8% de todas as pessoas usam o Facebook hoje.
  • No entanto, como a empresa limita o uso de sua plataforma a pessoas com 13 anos ou mais, a taxa de uso “elegível” do Facebook provavelmente será ainda maior do que esses números sugerem.
  • Número de usuários do Facebook no mundo (usuários ativos mensais): 2,912 bilhões (janeiro de 2022)
  • Número de pessoas que usam o Facebook todos os dias: 1,929 bilhão (janeiro de 2022)
  • Parcela de usuários ativos mensais do Facebook que fazem login todos os dias: 66% (janeiro de 2022)
  • Tamanho do público de publicidade global do Facebook: 2,109 bilhões* (janeiro de 2022)
  • Público de publicidade global do Facebook como porcentagem da base total de usuários ativos da plataforma: 72,4%* (janeiro de 2022).

Mudança nos usuários ativos mensais do Facebook

  • Alteração no número de usuários ativos mensais do Facebook em todo o mundo nos últimos 3 meses: +2 milhões (outubro de 2021 a janeiro de 2022)
  • Mudança trimestral nos usuários ativos mensais globais do Facebook: +0,1% (outubro de 2021 a janeiro de 2022)
  • Alteração no número de usuários ativos mensais do Facebook em todo o mundo nos últimos 12 meses: +115 milhões (janeiro de 2021 a janeiro de 2022)
  • Mudança anual nos usuários ativos mensais globais do Facebook: +4,1% (janeiro de 2021 a janeiro de 2022)

Mudança nos usuários ativos diários do Facebook

  • Alteração no número de usuários ativos diários do Facebook em todo o mundo nos últimos 3 meses: -1 milhão (outubro de 2021 a janeiro de 2022)
  • Mudança trimestral nos usuários ativos diários globais do Facebook: -0,1% (outubro de 2021 a janeiro de 2022)
  • Mudança no número de usuários ativos diários do Facebook em todo o mundo nos últimos 12 meses: +84 milhões (janeiro de 2021 a janeiro de 2022)
  • Mudança anual nos usuários ativos diários globais do Facebook: +4,6% (janeiro de 2021 a janeiro de 2022)

Quais países têm mais usuários do Facebook em 2022?

Com base nos números de alcance do público de publicidade publicados no Facebook em janeiro de 2022, os dados mais recentes mostram que:

  • A Índia tem pelo menos 329,7 milhões de usuários ativos do Facebook
  • Os Estados Unidos da América têm pelo menos 179,7 milhões de usuários ativos do Facebook
  • Indonésia tem pelo menos 129,9 milhões de usuários ativos do Facebook
  • Brasil tem pelo menos 116,0 milhões de usuários ativos do Facebook
  • México tem pelo menos 89,7 milhões de usuários ativos do Facebook
  • As Filipinas têm pelo menos 83,9 milhões de usuários ativos do Facebook
  • Vietnã tem pelo menos 70,4 milhões de usuários ativos do Facebook
  • Tailândia tem pelo menos 50,1 milhões de usuários ativos do Facebook
  • Bangladesh tem pelo menos 44,7 milhões de usuários ativos do Facebook
  • Egito tem pelo menos 44,7 milhões de usuários ativos do Facebook

Quantos usuários o Facebook tem em cada região do mundo em 2022?

Os números abaixo são baseados nos dados de audiência de publicidade do Facebook para janeiro de 2022. Os dados mostrados são baseados no alcance de publicidade potencial do Facebook.

  • Número de usuários ativos do Facebook na América do Norte: 200,6 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook na América Central: 115,5 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook no Caribe: 12,7 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook na América do Sul: 256,1 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook na Europa Ocidental: 78,8 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook no norte da Europa: 56,5 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook no sul da Europa: 70,7 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook na Europa Oriental: 70,3 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook no norte da África: 99,0 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook no norte da África: 99,0 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook na África Ocidental: 53,8 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook na África Central: 13,1 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook na África Oriental: 39,0 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook na África Austral: 26,8 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook na Ásia Ocidental: 103,1 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook na Ásia Central: 5,1 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook no sul da Ásia: 441,8 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook no sudeste da Ásia: 394,5 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook na Ásia Oriental: 50,9 milhões
  • Número de usuários ativos do Facebook na Oceania: 20,7 milhões

Ainda existem jovens no Facebook?

Sim. As próprias ferramentas da empresa relatam que os anunciantes podem alcançar os seguintes públicos mundiais no Facebook em janeiro de 2022:

  • 116,4 milhões de usuários de 13 a 17 anos (5,6% do público total de anúncios do Facebook)
  • 478,0 milhões de usuários de 18 a 24 anos (22,6% do público total de anúncios do Facebook)
  • 651,4 milhões de usuários de 25 a 34 anos (30,9% do público total de anúncios do Facebook)
  • 376,8 milhões de usuários de 35 a 44 anos (17,9% do público total de anúncios do Facebook)
  • 232,7 milhões de usuários de 45 a 54 anos (11,0% do público total de anúncios do Facebook)
  • 141,8 milhões de usuários de 55 a 64 anos (6,7% do público total de anúncios do Facebook)
  • 111,6 milhões de usuários com 65 anos ou mais (5,3% do público total de anúncios do Facebook)

Fontes:

  • Relatório de ganhos dos investidores da Meta Platforms, Inc. para o 4T 2021 (publicado em fevereiro de 2022). 
  • Análise Kepios (janeiro de 2022).
  • Locowise (janeiro de 2022).