Reflexões sobre influenciadores: não é apenas sobre números ou defender tudo

🔎 Se você viu as notícias recentes, é possível que tenha pensado no papel que os influencers têm hoje em dia. Então trago aqui uma reflexão: ser influenciador não é só ter seguidor ou poder defender de tudo. E é preciso pensar com quem as marcas irão se associar para atingir os seus consumidores.

📊 Isso significa fugir de influenciadores que defendem a liberdade de expressão para… Defender o que não deve e nem pode ser defendido, não importa o seu tamanho. Quando a exposição aumenta, também a cresce a responsabilidade. E que mesmo que disfarçadas de opinião, muitas falas são crimes.

💡 “Ter muitos seguidores não necessariamente significa ser influenciador, estar na moda não significa que pode ser porta-voz (ou defender) qualquer coisa. Quando alguém recebe dinheiro por ter visibilidade, automaticamente passa a ter uma responsabilidade muito maior sobre o que fala, pensa, vive e compartilha” (Ana Paula Cavagnoli, Corporate Marketing & Communications Brand Global Advertising and Social Media) no Linkedin.

📊 + 💡 = precisamos ter uma visão mais ampla e responsável. “Com o coração cheio de esperança, para que pessoas e marcas passem a exigir comprometimento, responsabilidade, e aprendam a olhar muito além da audiência ou pegar carona no hype”, complementa Cavagnoli.