Anos 2020 com cara de 1990: a nostalgia 90s

Se voc√™ acompanhou os anos 90, talvez lembre de algumas tend√™ncias da √©poca, como usar o nome das marcas estampadas no moletom, a cultura do hip hop, ou os clipes pop que estrearam na MTV. Nos anos 2020, a cultura 90 voltou e a nostalgia est√° presente na moda, na m√ļsica e tamb√©m na decora√ß√£o.¬†

Com o efeito ‚Äúthrowback‚ÄĚ, algumas can√ß√Ķes voltaram √†s paradas de sucesso. Al√©m de trazer nostalgia para quem viveu os anos 90, essas tend√™ncias tamb√©m conquistaram os mais novos, como a gera√ß√£o Z, que criam v√≠deos ao som das m√ļsicas e vestem o que lembra a adolesc√™ncia de muitos.

Sem a dificuldade da internet discada dos anos 90 e com a facilidade dos streamings dos anos 20, essas e outras peças deixam a nostalgia no alcance de um clique.

Três tendências que conquistaram os anos 2020

Moda: a volta da Logomania

Anos 2020 com cara de 1990: Rihanna usa Dior na tendência de logomania, o nome da marca estampada nas peças. Imagem: Dior/Divulgação.
Anos 2020 com cara de 1990: Rihanna usa Dior na tendência de logomania, o nome da marca estampada nas peças. Imagem: Dior/Divulgação.

O uso de logomarcas nas pe√ßas de roupas, adesivos e at√© na decora√ß√£o tomou conta da ind√ļstria da moda novamente. Um dos maiores √≠cones fashion da atualidade, a cantora Rihanna, est√° usando. Os desfiles de moda de outono e inverno de 2022 est√£o repletos de logomania de marcas de luxo como Fendi, Dior, Versace, Gucci e Louis Vuitton.

Anos 2020 com cara de 1990: a tendência da nostalgia dos anos 1990. Supreme usa nome da marca estampada nas peças. Imagem: Supreme/Divulgação.
Anos 2020 com cara de 1990: a tendência da nostalgia dos anos 1990. Supreme usa nome da marca estampada nas peças. Imagem: Supreme/Divulgação.

Apesar de ter tomado as passarelas e praticamente todos os lugares de forma r√°pida nos anos 90, a moda tamb√©m saiu rapidamente da evid√™ncia naquela d√©cada. √Č por isso que especialistas da Vogue questionam se essa tend√™ncia tamb√©m ir√° durar em 2020.

Anos 2020 com cara de 1990: a tendência da nostalgia dos anos 1990. Dior usa nome da marca estampada nas peças. Imagem: Dior/Divulgação.
Anos 2020 com cara de 1990: a tendência da nostalgia dos anos 1990. Dior usa nome da marca estampada nas peças. Imagem: Dior/Divulgação.

M√ļsicas dos anos 90: a tend√™ncia dos throwback songs

Anos 2020 com cara de 1990: a volta de Vogue, da Madonna, por meio de vídeos e desafios. Imagem: Madonna/Divulgação.
Anos 2020 com cara de 1990: a volta de Vogue, da Madonna, por meio de vídeos e desafios. Imagem: Madonna/Divulgação.

As m√ļsicas que apareciam nos videoclipes da TV, especialmente na MTV (Music Television) voltaram. O Tik Tok, espa√ßo usado por diversas gera√ß√Ķes, inclusive a gen Z (nascidos depois de 1995), conta com mais de 485 milh√Ķes de visualiza√ß√Ķes dos v√≠deos com os sons dos anos 1990. Alguns deles:

  • Vogue – Madonna (1990). O som atingiu o topo das paradas em todo o mundo e deixou o movimento Vogue em evid√™ncia. Retornou em 2022 com desafios de dan√ßa e v√≠deos bem variados.
  • Robbie Tronco – Walk4Me (1995). O som tem sido usado para exibir looks e piadas sobre esconder tra√ßos de personalidade.
  • Bills, Bills, Bills” – Destiny’s Child (1999). Os tiktokers t√™m usado a m√ļsica para dan√ßar, mostrando quem eles gostam (crushes) ou seus namorados e namoradas.

Tons pastéis

Anos 2020 com cara de 1990: a volta dos tons pasteis na decoração com rosa claro, verde menta e lilás. Imagem: Pinterest/Divulgação.
Anos 2020 com cara de 1990: a volta dos tons pasteis na decoração com rosa claro, verde menta e lilás. Imagem: Pinterest/Divulgação.

Os tons past√©is est√£o em alta: rosa claro, verde menta ou jade, coral e tons terrosos, todos de uso comum nos anos 1990. O Relat√≥rio de tend√™ncias da empresa ShutterStock mapeou por meio da Intelig√™ncia Artificial que em 2022 temos uma abordagem mais discreta, minimalista e suave em compara√ß√£o com os anos anteriores, explorando as cores dessa d√©cada. Sem destaques chamativos, com simplicidade e eleg√Ęncia sutil (veja o mais sobre o relat√≥rio Color Trends ShutterStock 2022). Algumas vezes, os tons past√©is est√£o mesclados com formas geom√©tricas, minimalistas ou com decora√ß√£o kitsch, tamb√©m comum nos anos 1990.

NFTs movimentam US$ 25 bilh√Ķes em 2021, veja 5 marcas que entraram na tend√™ncia

Primeiro, qual o motivo de falar de NFTs? Por ser ¬†uma das apostas para 2022. √Č um ativo digital exclusivo e de alta tecnologia. Os NFTs movimentaram cerca de US$ 25 bilh√Ķes em 2021 no e-commerce mundial.¬† Dentre elas, Barbie com Balmain, Dolce&Gabbana, Louis Vuitton, Nike, Balenciaga.

O volume de vendas era de apenas US$ 94,9 milh√Ķes no ano anterior. O DappRadar coletou dados em dez blockchains diferentes, que s√£o usados para registrar quem possui o NFT.¬†

De acordo com Digi-Capital’s AR/VR Analytics Platform, o investimento em realidade aumentada e realidade cresceu e ainda deve aumentar. Os casos de uso comercial devem receber o maior investimento em 2024 s√£o treinamento e manuten√ß√£o industrial, com 4.1 bilh√Ķes de d√≥lares previstos para serem investidos em ambos os campos. Jogos de RV, visualiza√ß√£o de v√≠deo/recursos de RV e jogos de RA comp√Ķem os tr√™s maiores casos de uso do consumidor para realidade aumentada e virtual (AR/VR), com 17,6 bilh√Ķes de d√≥lares americanos previstos para serem gastos em 2024.

5 marcas que já investem na criação de NFTs

Barbie x Balmain (Mattel)

Barbie x Balmain: NFT. Imagem: Reprodução: Mattel
Barbie x Balmain: NFT. Imagem: Reprodução: Mattel

Cole√ß√£o limitada. “Juntas, Barbie e Balmain est√£o criando um novo cap√≠tulo no legado das ind√ļstrias de brinquedo e moda“, disse Richard Dickson, presidente da Mattel.¬†

‚ÄúPara esta colabora√ß√£o, estamos desenvolvendo o novo estilo franc√™s das cole√ß√Ķes mais recentes da Balmain, mais uma vez mostrando que a Balmain √© inspirada pela beleza verdadeiramente diversa e emocionante encontrada nas avenidas e avenidas parisienses de hoje. Esta cole√ß√£o tamb√©m rejeita quaisquer limita√ß√Ķes de g√™nero arbitr√°rias ‚Äď esta √© uma cole√ß√£o quase 100% unissex. Pois, assim como a Barbie de hoje deixa claro, n√£o h√° mais nada nos segurando!‚ÄĚ complementa Oliver Rousteing.

De acordo com a marca, a primeira coisa que voc√™ notar√° √© ‚Äúall pink‚ÄĚ (todo rosa). ‚ÄúIsso faz todo o sentido, √© claro ‚Äď para uma colabora√ß√£o com a Barbie, voc√™ aposta no rosa, j√° que essa cor se tornou sin√īnimo da marca. Assim, o diretor criativo da Balmain, Olivier Rousteing, projetou a paleta da cole√ß√£o para evoluir dos blushes mais suaves para uma s√©rie de tons mais fortes. Olivier Rousteing e sua equipe de design da Balmain tamb√©m se inspiraram na conhecida iconografia brilhante do universo Barbie. Camisetas e moletons canalizam habilmente o tratamento gr√°fico ousado que se reconhece imediatamente como da Barbie ‚Äď e muitos dos acess√≥rios s√£o h√≠bridos inventivos das bolsas exclusivas da Balmain e da embalagem da Barbie. Grande parte desta cole√ß√£o de edi√ß√£o limitada brinca com novos toques nas assinaturas familiares da Balmain, incluindo a ic√īnica marini√®re da casa e seu hipnotizante padr√£o Labyrinth‚ÄĚ explica a marca no site oficial da campanha.

Dolce&Gabbana

Dolce¨&Gabbana: NFT. Imagem: Reprodução/DG
Dolce&Gabbana: NFT. Imagem: Reprodução/DG

Surpresa na passarela. No final de 2021, lan√ßou Collezine Genesi, sua primeira cole√ß√£o de alta costura digital. De acordo com a marca, foi pensada para ser atrativa nas tr√™s dimens√Ķes: a digital, a f√≠sica e a da experi√™ncia.¬†

Cinco das pe√ßas foram cria√ß√Ķes f√≠sicas, desenhadas e executadas pela Dolce&Gabbana, com ativos digitais da UNXD para o metaverso: duas vers√Ķes de The Dress from a Dream, em ouro e prata, ambas com contas cintilantes e detalhes em cristal; O Glass Suit, um terno masculino verde esmeralda, igualmente embelezado; e duas coroas de prata banhadas a ouro e cravejadas de pedras preciosas, chamadas The Lion Crown e The Doge Crown. As outras quatro pe√ßas foram exclusivamente digitais: tr√™s jaquetas masculinas ricamente bordadas e The Impossible Tiara, feita de ‚Äújoias que n√£o podem ser encontradas na Terra‚ÄĚ, como Dolce & Gabbana explicou no Twitter. Com base em esbo√ßos dos designers da marca, Domenico Dolce e Stefano Gabbana, eles foram constru√≠dos pela UNXD, usando o blockchain Polygon, explica a marca.¬†

‚ÄúN√£o se trata de nostalgia‚ÄĚ, disse Dolce em entrevista ao Luxury London. ‚ÄúTradi√ß√£o e inova√ß√£o t√™m sido dois temas essenciais para n√≥s desde o in√≠cio ‚Äď quando come√ßamos, fomos transportados pela inova√ß√£o; ent√£o descobrimos que ainda precis√°vamos de nossas ra√≠zes. Quer√≠amos entender, em uma era como essa, onde existe uma nova gera√ß√£o digital, como podemos conversar e dialogar melhor com nossas experi√™ncias, tradi√ß√Ķes e o artesanal, e aliar tudo isso √† inova√ß√£o. Al√©m disso, a tradi√ß√£o n√£o tem sentido se n√£o houver inova√ß√£o e vice-versa. Assim como n√£o h√° Dolce sem Gabbana!‚ÄĚ.

Nike

Nike e RTFKT no metaverso, criando NFTs de tênis. Imagem: Reprodução/Instagram RTFKT
Nike e RTFKT no metaverso, criando NFTs de tênis. Imagem: Reprodução/Instagram RTFKT

Foco no multiverso e produ√ß√£o de t√™nis no universo digital. Em dezembro de 2021, a empresa adquiriu a startup RTFKT. Em an√ļncio oficial √† empresa, revelou que buscam ser uma empresa l√≠der que aproveita a tecnologia de ponta para fornecer colecion√°veis de pr√≥xima gera√ß√£o que mesclam cultura e jogos.

¬†‚ÄúEsta aquisi√ß√£o √© mais um passo que acelera a transforma√ß√£o digital da Nike e nos permite atender atletas e criadores na interse√ß√£o de esporte, criatividade, jogos e cultura‚ÄĚ, diz John Donahoe, presidente e CEO da NIKE, Inc. equipe de criadores muito talentosa com uma marca aut√™ntica e conectada. Nosso plano √© investir na marca RTFKT, servir e desenvolver sua comunidade inovadora e criativa e ampliar a presen√ßa digital e as capacidades da Nike‚ÄĚ.‚ÄúEsta √© uma oportunidade √ļnica de construir a marca RTFKT e estamos empolgados em nos beneficiar da for√ßa e experi√™ncia fundamentais da Nike para construir as comunidades que amamos‚ÄĚ, diz Benoit Pagotto, um dos cofundadores da RTFKT.

¬†‚ÄúA Nike √© a √ļnica marca no mundo que compartilha a profunda paix√£o que todos temos pela inova√ß√£o, criatividade e comunidade, e estamos empolgados em expandir nossa marca, que foi totalmente formada no metaverso.‚ÄĚ

Balenciaga

Balenciaga entra no jogo Fortnite. Imagem: Reprodução/Fortnite
Balenciaga entra no jogo Fortnite. Imagem: Reprodução/Fortnite

Marca já está no jogo Fortnite. Criou uma série exclusiva para o jogo e foi primeira marca de moda a fazer parceria com a Fortnite. Vendeu quatro itens exclusivos de sua coleção para servir de skin e acessórios para avatares para serem utilizados em seu universo. 

O diretor criativo da marca de moda de luxo, Demna Gvasalia, busca sempre ter algo novo a oferecer e, desta vez, mescla as linhas entre o f√≠sico e o digital. O modelo f√≠sico de Balenciaga foi transformado em um avatar digital chamado ‘Doggo’, que usa roupas Balenciaga na arena Fortnite.

Para se equipar na produ√ß√£o do universo digital, a Balenciaga est√° lan√ßando um departamento virtual pr√≥prio. A nova unidade de neg√≥cios √© ‚Äúdedicada inteiramente ao desenvolvimento de produtos, projetos e experi√™ncias‚ÄĚ pensados para o metaverso. ‚ÄúNeste momento, o cl√≠max da intera√ß√£o com uma marca de luxo √© que voc√™ clica em curtir, comenta ou compra algo‚ÄĚ, disse o CEO da Balenciaga, C√©dric Charbit, em uma confer√™ncia do Business of Fashion (BoF). ‚ÄúPodemos chegar ao pr√≥ximo n√≠vel por meio do metaverso, j√° que as empresas, incluindo as do campo da moda, est√£o dando ‚Äúpassos gigantescos todos os dias‚ÄĚ quando se trata de experi√™ncias e ofertas virtuais.

Louis Vuitton

Louis Vuitton lança Louis The Game e suas NFTs. Imagem: Reprodução/jogo.
Louis Vuitton lança Louis The Game e suas NFTs. Imagem: Reprodução/jogo.

Criou Louis the Game. Jogo da pr√≥pria marca com ativos digitais para personalizar o personagem. LV est√° comemorando 200 anos e est√° prestando homenagem ao seu fundador por meio de v√°rias novas iniciativas, incluindo esse jogo de aventura. Nele, existem trinta NFTs desenhados pelo artista Beeple. Louis the Game pode ser baixado em dispositivos Apple, Android e Google, a cole√ß√£o exclusiva LV Trunk j√° est√° dispon√≠vel e a marca promete novas cole√ß√Ķes de NFTs e novidades no jogo em breve.

De acordo com a Vogue Business (em tradu√ß√£o livre): a Louis Vuitton trabalhou com a startup de eventos Wenew para criar os NFTs, que s√£o cunhados da carteira Louis Vuitton Ethereum. A Wenew foi cofundada pelo artista Mike Winkelmann, conhecido como Beeple, que vendeu uma obra de arte NFT atrav√©s da Christie’s por US$ 69 milh√Ķes, e colaborou anteriormente com a Louis Vuitton em sua cole√ß√£o pr√™t-√†-porter primavera 2019. Beeple criou um dos tr√™s NFTs emitidos pela Louis Vuitton; os outros dois ‚Äúmomentos‚ÄĚ NFT s√£o cart√Ķes postais hist√≥ricos da vida da Louis Vuitton (Louis the Game tem cart√Ķes postais dentro da experi√™ncia do jogo, mas n√£o s√£o NFTs).

Consumo de NFTs

Para as marcas, investir na tecnologia NFT é criar presença na realidade virtual. O uso de filtros em fotos e vídeos, os aplicativos e óculos de realidade aumentada (entre outros recursos) abrem espaço para criar experiências que envolvam o consumidor em ambientes 100% digitais.