Séries mais maratonadas da Netflix (em 2022)

Bridgerton é uma das séries mais maratonadas da Netflix em 2022. Imagem: Divulgação/Netflix.

As séries mais maratonadas da Netflix são de cultura pop, envolvem ação, mistério ou são baseadas em histórias reais. 

A Netflix mede suas visualizações analisando o número total de horas que os assinantes passaram assistindo a um título específico (“maratonando”).  Nesse contexto, duas métricas podem ser consideradas para a avaliação: o total de horas assistidas (‘total millions de horas”) e a taxa de conclusão no período (que pode ser considerada como a taxa de finalização da temporada).

Entre os grandes sucessos dos últimos tempos:

  1. Squid Game temporada 1: 1.65 bilhões de horas
  2. Stranger Things temporada 4: 1.35 bilhões de horas
  3. Money Heist part 5: 792.2 milhões de horas
  4. Bridgerton temporada 2: 656.2 milhões de horas
  5. Bridgerton temporada 1: 625.5 milhões de horas
  6. Money Heist part 4: 619 milhões de horas
  7. Stranger Things temporada 3: 582.1 milhões de horas
  8. Lucifer temporada 5: 569.5 milhões de horas
  9. All of Us Are Dead temporada 1: 560.8 milhões de horas
  10. The Witcher temporada 1: 541 milhões de horas
  11. Inventing Anna: 511.9 milhões de horas
  12. 13 Reasons Why temporada 2: 496.1 milhões de horas
  13. Ozark temporada 4: 491.1 milhões de horas
  14. The Witcher temporada 2: 484.3 milhões de horas
  15. 13 Reasons Why temporada 1: 475.6 milhões de horas

Outros programas fora do top 15 incluem Sex Education, a novela colombiana Café Con Aroma de Mujer (Café com Aroma de Mulher) e a série francesa Lupin.

Com dados da revista Game Radar sobre as séries mais maratonadas da Netflix, com números coletados em agosto de 2022.

Mais conteúdos

Profissional de Digital Business e Business Intelligence, com foco em Consumer Insights, Trends e Cultural Research. Pesquisa e trabalha criando estratégias baseadas em dados. Criadora do Dataísmo e da comunidade de consumer insights Priszma by Dataísmo. Formada em Marketing e pós-graduanda em Digital Business na USP.

Share