Entrevista com Karina Tagliari e Ana Aguinsky do projeto @quarentenaempaz

O projeto Quarentena em Paz, criado por Karina Tagliari e Ana Luc√≠a Aguinsky, busca o bem-estar na quarentena: mas vai al√©m. Oferece dicas, informa sobre plataforma de terapia e um conte√ļdo que pode ser utilizado at√© em um momento p√≥s-pandemia.

Aqui nessa entrevista, as duas contam sobre a quarentena, a fadiga, e em como aproveitar melhor as redes sociais no período de isolamento.

  1. Recentemente, tem-se falado sobre a fadiga da quarentena (ou quarentine fadigue, de acordo com o The Lancet). Conseguem comentar um pouco sobre o que é e também como isso se aplica no contexto da pandemia brasileira?

O cansa√ßo emocional do isolamento social √© uma quest√£o muito importante de ser debatida atualmente, pois muitas pessoas sofrem com essa quest√£o. A ‚Äúquarentine fadigue‚ÄĚ √© causada por muitos fatores: o pr√≥prio isolamento social de amigos e fam√≠lia (vivemos sem o social que fazia parte de n√≥s anteriormente), intoxica√ß√£o por informa√ß√Ķes di√°rias em canais televisivos e redes sociais, a invas√£o do trabalho e meios de comunica√ß√£o dentro das casa, o uso excessivo de tela, o contato com emo√ß√Ķes intensas pelas not√≠cias e crises vivenciadas (crise econ√īmica, pol√≠tica e de sa√ļde), al√©m do desconhecimento e falta de import√Ęncia sobre sa√ļde mental vivenciada anteriormente. A maioria das pessoas n√£o tinham conhecimentos b√°sicos sobre emo√ß√Ķes e como lidar com elas, e no momento em que a pandemia come√ßou, todos foram obrigados a entrar em contato com suas dificuldades, mas ningu√©m estava preparado. A busca por psic√≥logos n√£o era nem de perto t√£o grande como est√° sendo agora, pois foi o momento em que as pessoas perceberam que n√£o tinham ferramentas para enfrentar o que estavam vivendo.

2. Como surgiu a ideia do perfil/redes do @quarentenaempaz?

Bem l√° no in√≠cio da quarentena (17 de mar√ßo de 2020), as pessoas estavam come√ßando a sofrer muito com a quantidade de informa√ß√Ķes e incertezas nunca vividas antes. Amigos e conhecidos nos mandavam mensagens e ligavam para n√≥s dizendo estar sentido crises de p√Ęnico e ansiedade, al√©m de muita ang√ļstia. Foi nesse momento que enxergamos que t√≠nhamos ferramentas para ajudar as pessoas e logo come√ßamos a discutir sobre o impacto da quarentena na sa√ļde mental. Ent√£o decidimos criar um instagram para dar t√©cnicas pr√°ticas e conte√ļdos da psicologia, contribuindo para a sa√ļde mental das pessoas nesse momento. Inicialmente fal√°vamos muito sobre ansiedade e crises, pois era um dos fatores mais aparente surgindo nas pessoas. Tivemos o objetivo e o prop√≥sito inicial de ajudar as pessoas a lidarem com o que estavam enfrentando e poderem cumprir a quarentena ‚Äúem paz‚ÄĚ, da forma mais leve poss√≠vel. Atualmente, nos transformamos em um plataforma para que as pessoas possam buscar psicoterapia, e isso √© s√≥ o come√ßo de muita ajuda que pretendemos realizar.

3. Que dicas você dariam para usar as redes sociais (e também e-mails e demais ferramentas que envolvem contato) de forma mais leve nesse contexto de quarentena?

Acreditamos que hoje em dia o trabalho ultrapassou a sua barreira de limites. O expediente de trabalho invadiu as casas, sem dar limites de hor√°rios e lugares. As pessoas recebem mensagens √†s 23:30, 2h da manh√£ relacionadas ao trabalho e possuem a sensa√ß√£o de n√£o terem sa√≠do dele, pois n√£o h√° mais nenhum limite f√≠sico. Isso certamente est√° ajudando na exaust√£o mental, principalmente pelo fato de que a sua casa √© o seu trabalho, ou seja, voc√™ n√£o sai do seu trabalho. A nossa dica seria primeiro para limitar o seu local e hor√°rio de trabalho, sinta que voc√™ est√° entrando no trabalho e saia ‚Äď a ideia √© enganar o seu c√©rebro mesmo, at√© vestindo roupas de trabalho √© uma ideia. Em rela√ß√£o as redes sociais, cuidado, limite o uso tamb√©m, n√£o se deixe levar por ela. Escolha hor√°rios para mexer no celular e responder as pessoas, o whatsapp √© uma ferramenta de envio instant√Ęneo de mensagem, n√£o de resposta instant√Ęnea, voc√™ pode responder depois.

4. Qual o lado mais negativo da internet nesse contexto de pandemia, na opinião de vocês?

Certamente o lado mais negativo da internet √© a tamanha infoxica√ß√£o que ela pode causar (intoxica√ß√£o por informa√ß√£o). Ela pode ser um √≥timo ve√≠culo de informa√ß√£o se voc√™ souber filtrar, mas a maioria das pessoa n√£o sabe filtrar o que lhe faz bem e acaba recebendo uma quantidade avassaladora de informa√ß√Ķes sobre tudo o que est√° acontecendo no mundo ‚Äď crises pol√≠ticas, econ√īmicas, de sa√ļde‚Ķ Isso certamente √© muito para uma pessoa digerir, √© muita informa√ß√£o para lidar. Isso √© outro fator que contribui para a exaust√£o mental de hoje em dia.¬†

5. Também existe um lado positivo de utilizar as redes sociais? 

Sim, existe e o quarentena em paz tenta fazer parte dele! Se voc√™ filtrar quem voc√™ segue e o que voc√™ l√™, as redes sociais podem ser ben√©ficas. Seguir p√°ginas que te trazem bem-estar e te causa um impacto positivo √© o ideal. Assim, quando se abrir o instagram, a sua ansiedade e ang√ļstia n√£o vai aumentar.

6. Muitas pessoas ficam entre a ansiedade de ficar nas redes e outras, falam sobre se alienar e ficar completamente fora delas. Vocês podem comentar um pouco sobre esses dois polos?

O ideal √© um meio termo, voc√™ n√£o precisa se alienar. Voc√™ deve sim saber o que est√° acontecendo no mundo. Essa informa√ß√£o √© importante, mas voc√™ n√£o pode resumir seu dia nisso. Saber se desligar depois de ler uma not√≠cia e lidar com as suas emo√ß√Ķes √© a melhor forma de manter a quarentena e de viver a situa√ß√£o que estamos vivendo. Ambos polos n√£o s√£o ben√©ficos para a sa√ļde mental, por isso, procurem o meio termo.

7. E o projeto @quarentenaempaz, que está tão presente nas redes sociais, também o seu momento de ficar fora das redes sociais?

Assim como todos, enfrentamos essa quest√£o das redes sociais tamb√©m. Criamos sim momentos para n√≥s ficarmos off-line, isso √© uma quest√£o de sa√ļde e temos consci√™ncia disso. Mas mesmo assim, com o isolamento social, acabamos ficando muito em cima de tela por quest√£o do est√°gio, da faculdade, da plataforma quarentena em paz, da pesquisa, do TCC, entre outros momentos. Por isso, desenvolvemos momentos de rotinas matinais e noturnas livre de telas para que a gente tenha um al√≠vio durante o dia.¬†

Saiba mais! Siga o quarentena em paz no Instagram: www.instagram.com/quarentenaempaz 

Conheça o site: https://quarentenaempaz.wixsite.com/website

Big Brother Brasil 2021: 5 pontos sobre o fen√īmeno Juliette Freire nas redes sociais

Advogada, maquiadora e nordestina da Para√≠ba, gerou empatia e simpatia do p√ļblico. Antes do programa, Juliette tinha 3 mil seguidores no Instagram, e neste final de abril de 2021 ela j√° conquistou mais 21 milh√Ķes. Com esse total, ultrapassou participantes que entraram no camarote, espa√ßo destinado para famosos no Big Brother Brasil. O fen√īmeno, como √© chamado, gerou bastante buzz nas internet a respeito de como esse sucesso foi atingido. Aqui, listo quatro fatores que colaboraram para a sua audi√™ncia.

Personalidade 

Identificação: de excluída a favorita

  • Voc√™ pode n√£o gostar da Juliette, mas a sua trajet√≥ria gerou um f√£-clube fiel. O in√≠cio do BBB foi marcado pela exclus√£o da participante, as express√Ķes e as discuss√Ķes s√£o amplamente apoiados pelo fandom dos Cactos, voc√™ concorde ou n√£o.

F√£-clube

O poder do engajamento

  • Os cactos. Ela ainda n√£o sabe, mas foi criado um forte f√£-clube (fandom nas redes sociais) que adorou a sua personalidade e a torcida √© toda dela. A audi√™ncia se tornou f√£ de carteirinha e puxa os famosos ‚Äúmutir√Ķes‚ÄĚ para votar que a participante fique, usam os emojis de cacto e comentam, retuitam, compartilham em todas as redes diariamente aumentando o seu engajamento.

Gerenciamento de redes sociais

Equipe especializada e com discurso alinhado

  • Deborah Vidjinsky foi escolhida por Juliette Freire para cuidar de suas redes sociais.¬† Junto dela, se somaram vinte profissionais que se dividem noite e dia para realizar a cobertura e curadoria dos seus melhores momentos na casa – e tamb√©m puxar os ‚Äúmutir√Ķes‚ÄĚ para votar que a participante fique. Tudo isso de acordo com o seu posicionamento no programa.

Real-time

O poder do tempo real nas redes

  • A cria√ß√£o de publica√ß√Ķes em tempo real, com memes do momento, cenas mais importantes e coment√°rios do programa geram engajamento. Os administradores das redes conseguem entrar nas conversas do momento via Twitter, Tik Tok e especialmente o Instagram com as √ļltimas novidades.

O próprio BBB

Programa é sucesso de audiência na Globo

  • O Big Brother Brasil atinge diariamente 39.9 milh√Ķes de pessoas de acordo com o Painel Nacional de Televis√£o (PNT). O total supera o BBB 2020 em mais de 5,1 milh√Ķes de pessoas no mesmo per√≠odo do ano passado. Entre 25 de janeiro a 25 de mar√ßo, o BBB 2021 registrou m√©dia de 27 pontos de audi√™ncia e 50% de participa√ß√£o, batendo o recorde de audi√™ncia das sete edi√ß√Ķes anteriores e superando o BBB20 em 17% (+ 4 pontos) em rela√ß√£o ao mesmo per√≠odo da temporada anterior.

(Texto também publicado no meu Linkedin)