Lançamento do livro Griots e Tecnologias Digitais

Griots e Tecnologias Digitais. Lançamento do livro. Imagem: Instituto Sumaúma/Divulgação.

Lançamento do livro Griots e Tecnologias Digitais acontece em 25/08/2023 (online) e presencialmente dia 30/08 em São Paulo.

Essa obra chamou minha atenção por mostrar tecnologias do ponto de vista de pesquisadores negros e ser do Instituto Sumaúma (centro de formação e pesquisa especialmente para pessoas negras). Isso foge das pesquisas dentro da caixa focadas apenas em pessoas brancas e que nem sempre representam a população, especialmente no Brasil, que tem maioria negra.

[Dados e pesquisas “fora da caixa”] É muito comum que livros de pesquisa ou dados utilizem fontes “weird” (brancas, europeias e liberais). Esse livro é uma produção relevante nesse processo de sair da caixinha das pesquisas. E acredito que seja importante especialmente para o Brasil, onde mais de 56,1% dos brasileiros são negros, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O projeto é organizado por Thiane Neves Barros (UFPA) e Tarcízio Silva (UFABC / Mozilla). De acordo com divulgação do Instituto Sumaúma, “a obra tem como objetivo contribuir com o resgate de ensinamentos ancestrais nos debates contemporâneos emergentes”.

A produção tem critérios científicos e é protagonizada por pessoas negras, utilizando como base e diálogo intelectuais igualmente negros como Milton Santos, Cida Bento, Lélia Gonzales e Sueli Carneiro.

Mas o que são griots?

“Griots em algumas culturas africanas se refere às pessoas mais velhas que contam histórias e consequentemente propagam ensinamentos e é a partir desta perspectiva que o livro Griots e Tecnologias Digitais foi concebido.” (Fonte: Instituto Sumaúma).

Expandindo o conhecimento, começando pela capa

Griots e Tecnologias Digitais. Lançamento do livro. Imagem: Instituto Sumaúma/Divulgação.
Griots e Tecnologias Digitais. Lançamento do livro. Imagem: Instituto Sumaúma/Divulgação.

A capa e a diagramação são assinadas pela designer Juliana Vieira (@ajulianamvieira), que explica no perfil do X/Twitter do Instituto Sumaúma:

“Quando penso nesse livro, penso em espaços seguros de criação, pesquisa, desenvolvimento e aprendizado, assim, penso num quarto de santo.

Fiz uma mistura de elementos de um quarto de santo, como esteiras, os chinelos na porta, uma vela com quartinha para Esú, mas também elementos de aprendizado e pesquisa, como computador, livros, cadernos. Com a porta aberta, pois é um espaço acessível a quem tiver interesse.

Além disso, quis aplicar a pixação de sankofa para mostrar que símbolos adinkra são, sim, usados em seus significados e são ajustados aos diferentes contextos de aplicação, por isso o pixo, pois é uma linguagem visual artística considerada agressão, muitos não o consideram arte, ele é a linguagem contra o padrão do que se espera da tradição social.” (Juliana Vieira).

+ Informações sobre o lançamento

Fonte: Divulgação/Instituto Sumaúma

O livro Griots e Tecnologias Digitais pode ser adquirido no link de pré-venda no site LiteraRUA. Também ocorrerão dois eventos de lançamento:

+ Saiba mais

Profissional de Digital Business e Business Intelligence, com foco em Consumer Insights, Trends e Cultural Research. Pesquisa e trabalha criando estratégias baseadas em dados. Criadora do Dataísmo e da comunidade de consumer insights Priszma by Dataísmo. Formada em Marketing e pós-graduanda em Digital Business na USP.

Share