Disney conquista primeiro lugar da Billboard com música “Não falamos do Bruno”

Canção “Não falamos do Bruno” (We Dont Talk About Bruno” é topo nas paradas de sucesso mundial da Billboard. Disney não tinha um primeiro lugar desde 1993, com “A Whole New World”.

A canção “Não falamos do Bruno”, do filme Encanto, conquistou o primeiro lugar nas paradas de sucesso da Billboard (Hot 100), ranking do cenário musical. Cantada por todo o elenco de Encanto, ela tem artistas como Carolina Gaitán, Mauro Castillo, Adassa, Rhenzy Feliz, Diane Guerrero e Stephanie Beatriz.

Sucesso inédito em décadas. A Disney não conquistava o primeiro lugar na Billboard desde a música “A Whole New World” em 1993, do filme Alladin, quando ficou uma semana no topo das paradas de todo mundo. O filme foi lançado em 1992 e a composição foi criada por Alan Menken, escrita por Tim Rice e gravada por Peabo Bryson e Regina Belle.

Consumo da Disney, do físico ao digital. O topo das paradas foi uma surpresa para alguns, e não é uma regra que a Disney repetirá esse fenômeno. Por outro lado, músicas do filme Moana e do latino Coco tem aquecido e conquistado o público há alguns anos, e é possível que haja uma nova fase para a Disney, que tem aumentado sua audiência em várias frentes. As músicas e trechos de filmes encontram-se popular em todos os streamings digitais, além das redes sociais. Existem canais e playlists dedicadas às canções Disney, e também os canais oficiais em plataformas musicais (como o Spotify e Deezer). O próprio streaming de filmes o Disney+ também ajuda a potencializar o seu sucesso. A audiência pode ver o filme e ouvir as músicas quantas vezes quiser. Isso faz com que as canções “grudem” ainda mais, especialmente para as crianças. O acesso digital tem potencializado o que já costuma ser popular.

Disney conquista primeiro lugar da Billboard com música “Não falamos do Bruno”
Disney conquista primeiro lugar da Billboard com música “Não falamos do Bruno”

 

Mais sobre a tendência de músicas Disney no topo das paradas

Jason Lipshutz, jornalista da Billboard, comenta sobre o surgimento do fenômeno:

“O fenômeno Encanto já havia começado no final de 2021, mas não havia indicação de que a sua trilha sonora fosse chegar a esse ponto, ou que “We Don’t Talk About Bruno” tivesse chance de superar clássicos da Disney como “Colors of the Wind” e “Let It Go” no ranking Hot 100. No entanto, aqui estamos no início de fevereiro, e a trilha sonora de Encanto e “Bruno” estão no topo da Billboard 200 e Hot 100, respectivamente, com um tipo de crossover filme-música praticamente inédito”.

Leila Cobom, também jornalista da Billboard, cita o “aquecimento” da audiência com o filme Coco:

“O público está mais aberto do que acreditamos do que foi testado com Coco, o belo filme de animação com tema mexicano de sucesso. Acho que “Bruno” teria se saído bem de qualquer maneira, mas o fato de ser uma batida latina ajudou a torná-la mais presente no ambiente de hoje.”

Para o futuro, os especialistas de música preveem que a tendência é aumentar os musicais “na boca do povo”.

 “Agora que Encanto demonstrou que a Disney marcou um fenômeno da cultura pop em seu serviço de streaming Disney+, eu esperaria uma saturação mais pesada de musicais animados com o mesmo tipo de blitz promocional – talvez com uma cadência semelhante à que vimos na década de 1990, quando todo verão apresentava um novo musical animado da Disney no multiplex. O fato de Encanto poder ser transmitido pelos usuários do Disney+ sempre que quiserem, quantas vezes quiserem, torna ainda mais fácil para os espectadores (leia-se: crianças) aprender as músicas e transmiti-las repetidamente; com certeza, nem todo musical animado pode ostentar músicas originais de Lin-Manuel Miranda, mas não há razão para a Disney não dar o maior número possível de golpes de bastão e recriar o efeito Encanto”, acrescenta Jason Lipshutz.