Kesong: vem aí um novo Instagram? A rede social chinesa de fotos

Recentemente, tivemos pedidos de influenciadores e da audiência das redes sociais para “fazer o Instagram, o antigo Instagram de novo” (em tradução livre) e, nesse meio tempo, um anúncio gerou expectativa na internet e nos negócios: de que haveria uma nova rede, similar ao antigo Instagram, que era focado em fotografias e lifestyle.

O Kesong (que significa croissant chinês) é uma novidade da ByteDance, criadora do Tik Tok, o aplicativo de vídeos do momento. Por meio da nova rede social Kesong, os usuários poderiam compartilhar fotos, comentários e realizar compras por meio de uma loja integrada.

Ele também seria uma concorrência à outra rede social popular na China, Xiaohongshu, que possui mais de 200 milhões de usuários ativos por mês e é sucesso no país (veja alguns dados aqui nesse post do blog). Focado na geração Z e em mulheres, permite compras dentro do aplicativo e possui influenciadores que potencializam marcas e produtos. O Kesong também traria uma alternativa para o Instagram caso chegue aos americanos e brasileiros, além de demais países com pessoas insatisfeitas hoje.

A empresa ByteDance lançou anteriormente dois aplicativos semelhantes de fotos: Xincao em 2018 e Xintu em 2019. Ambos acabaram sendo descontinuados, de acordo com relatório de 36kr Holdings (que mostra cadastros de empresas e relatórios de negócios na China).

“Os clientes mais jovens ou a geração Z em particular demonstraram preferir abordagens de negócios por meio de aplicativos de mídia social, apesar das preocupações com privacidade e coisas do tipo.

Para ByteDance, Kesong marcaria o próximo capítulo sobre como planeja dominar o setor de mídia social. Com o TikTok já sendo o aplicativo mais baixado globalmente, será interessante ver como Kesong se comporta no mercado chinês e se o aplicativo chegará ao cenário internacional.” (TechWire Asia).

A previsão é de que o Kesong lançaria o seu aplicativo “neste verão quente” (setembro), de acordo com a introdução da plataforma.

Com dados do TechWire Asia e Marketing to China (com tradução do site 36kr, em inglês).

Balenciaga Trash Bag: a bolsa saco de lixo da marca viraliza

Repercussão: o buzz da bolsa saco de lixo

A nova bolsa da Balenciaga (“Balenciaga Trash Bag”) se tornou um dos termos mais buscados do Google em 02 de agosto. “Bolsa saco de lixo” obteve aumento repentino e se tornou um os termos no Google Trends Brasil. “Balenciaga” cresceu + 900%. No Twitter, muitas pessoas comentam sobre o produto, em geral por meio de memes.

“Eu não poderia perder a oportunidade de produzir o saco de lixo mais caro do mundo”, disse o diretor criativo da Balenciaga, Demna Gvasalia, em entrevista recente ao Women’s Wear Daily (WWD).

Com esse pensamento, Gvasalia criou uma bolsa no valor de  1.790 dólares (aproximadamente R$ 9.280). O produto já está disponível para venda nas cores preta, azul e branca. E, com o lançamento, também vieram os memes.

Comentários nas redes sociais

“balenciaga vendendo saco de lixo por $1790???”

“Estou convencida de que Balenciaga é um experimento social porque não há como eles cobrarem 1,8K por um saco de lixo???”

“Balenciaga trollando a humanidade com um saco de lixo de £ 1800 🤣”

“As marcas de nome são uma “bitch”. Balenciaga olhou para um saco de lixo, desenhou um. E cobrou das pessoas US$ 1.790.”

Histórico e visão de negócios da Balenciaga

Nesse ano, a marca já viralizou com outro item, o tênis destruído (conversamos sobre esse produto nesse post do blog).

Os diretores da marca já declararam enxergar ganhos na criação de produtos diferentes.

“O rótulo é dinâmico. Com Demna Gvasalia, sua visão está em sintonia com os tempos e com o espírito de design da marca. Quanto a nós, estamos colocando à disposição da Balenciaga os recursos para transformar essa visão em resultados. Seu potencial é enorme, notadamente em artigos de couro e acessórios”, concluiu François Pinault, proprietário da Kering, rede fashion da Balenciaga.

Mais informações sobre a coleção de inverno Balenciaga 2022

INVERNO 22 – SHOW 360°

Balenciaga Winter 22 é apresentado em um campo branco infinito, encapsulado com uma tela de vidro protetora. Nesta transmissão ao vivo em 3-D da vida real com visão de 360°, observamos a ideia de uma temporada como a conhecíamos. Assim como um globo de neve de lembrança preserva uma memória, o presente iminente se desenrola dentro de uma tempestade fabricada, mapeando os invernos passados ​​para o próximo.

Os acessórios são ampliados e exagerados, enfatizando a reutilização e materiais alternativos. Boas de penas falsas são feitas com organza desfiada. O Crush Bag é uma forma de caixa macia, segura por uma ou duas alças em bordas opostas. O Swing Bag é feito de várias camadas, presas por uma alça de corrente em loop. O Trash Pouch é inspirado em um saco de lixo. As bolsas são feitas de pares de botas Cagole ou Rodeo.

(informações oficiais da Balenciaga).

*Com dados do Google Trends, posts públicos no Twitter, site Balenciaga e declarações da marca ou dos criadores sobre os produtos.