Case de Marketing: o lançamento das boquinhas da Boca Rosa

Recentemente, Bianca lançou a Gummy Hair, criada em parceria com a Cadiveu. São vitaminas para fortalecer o cabelo em formato de boca, sua marca registrada. Elas esgotaram em apenas um dia, faturando mais de R$ 1 milhão. Para falar um pouco mais do sucesso, separei sete estratégias na divulgação do produto (dentre várias!). Seguem os pontos de vista.

Boca Rosa: sobre o marketing do lançamento das boquinhas
Boca Rosa: sobre o marketing do lançamento das boquinhas. Imagem: Divulgação

1.Primeiro foi criada a expectativa por meio de histórias e publicações. Utilizou o Instagram para gerar antecipação e promover o marketing boca a boca (buzz marketing). Ao longo de vários dias, fez pílulas de conteúdo com revelações sobre cada passo e as novidades das campanhas e do produto. 

Boca Rosa: "as boquinhas estão em todos os lugares". Frase marcou aviso para gerar antecipação e expectativa do lançamento de gummy hair
Boca Rosa: “as boquinhas estão em todos os lugares”. Frase marcou aviso para gerar antecipação e expectativa do lançamento de gummy hair. Imagem: Instagram/Divulgação

2.Antes mesmo de anunciar a data de lançamento, já mostrava bastidores do universo criado. Nele, fez o uso da boca como símbolo e compôs um universo de marca, com referências no Alice do País das Maravilhas. Ambiente todo personalizado na cor rosa e cheio de boquinhas. 

Boca Rosa: boquinhas foram mostradas em conjunto a cafés e doces para posicionar o produto aos momentos de consumo
Boca Rosa: boquinhas foram mostradas em um universo criado exclusivamente para elas. Imagem: Instagram/Divulgação

3.Engajamento do time. Teve uma equipe que publicou o produto antes do começo das vendas. A equipe engajada participou da divulgação e amplificou o buzz marketing. 

Boca Rosa: universo da marca tinha referências ao filme e livro Alice no País das Maravilhas. Imagem: Instagram/Divulgação
Boca Rosa: universo da marca tinha referências ao filme e livro Alice no País das Maravilhas. Imagem: Instagram/Divulgação

4.Mostrou o universo em torno das gummies, utilizando ou comendo (experimentando com algum café, por exemplo). A estratégia de product placement (posicionamento do produto) trazendo à mente sobre como ele pode ser consumido e quais os ambientes que as boquinhas se encaixam.

Boca Rosa: boquinhas foram mostradas em conjunto a cafés e doces para posicionar o produto aos momentos de consumo. Imagem: Instagram/Divulgação
Boca Rosa: boquinhas foram mostradas em conjunto a cafés e doces para ligar o produto aos momentos de consumo. Imagem: Instagram/Divulgação

5.Depois de aquecer a sua audiência e consumidores, publicou uma foto que anunciando o dia que estariam disponíveis para venda.

Boca Rosa: apenas depois de criar expectativa e mostrar todo o universo das boquinhas que a data do lançamento foi divulgada. Imagem: Instagram/Divulgação
Boca Rosa: apenas depois de criar expectativa e mostrar todo o universo das boquinhas que a data do lançamento foi divulgada. Imagem: Instagram/Divulgação

6.Marketing sensorial. Uso de ASMR na divulgação. Vozes sussurando, embalagens abrindo, barulhos de comida, fazem parte do ASMR, e são considerados relaxantes por muitas pessoas. Existem até canais dedicados aos sons, com grandes audiências. Utilizar a técnica de ASMR aplicada ao produto é uma forma de agregar essa tendência popular e mostrar o funcionamento com o uso do sensorial, ampliando o desejo de consumir.

7. E para finalizar, destaco também que o marketing das boquinhas realizou ação com influenciadores. A marca enviou as boquinhas para serem experimentadas por pessoas do nicho. E ainda promoveu danças e desafios para ativar a comunidade do Instagram e Tik Tok por meio de vídeos. 

Boca Rosa: João Guilherme foi escolhido para fazer ação das boquinhas. Imagem: Instagram/Divulgação
Boca Rosa: João Guilherme foi escolhido para fazer ação das boquinhas. Imagem: Instagram/Divulgação

A escolha do @joaoguilherme para a campanha foi baseada em um pedido de vocês. Afinal, uma característica das minhas marcas é ouvir o que o meu público tem a dizer, quer consumir e muitos meninos estavam vindo me perguntar se poderiam usar ou não Boca Rosa Hair. Pois meninos que amam mudar e cuidar dos cabelos assim como o João, se ainda restava alguma dúvida, saiba que essa linha também é pra vocês! Aliás, vou amar ouvir o feedback de vocês também 👄😉 @bocarosahair @cadiveuessentials

Com o envio do produto para as influenciadoras, conquistou divulgação. Diversos vídeos foram publicados por profissionais: a influencer Mari Saad, por exemplo, revelou que divulgou de graça, sem “publi”. Após receberem as boquinhas, as influenciadoras abriram as caixas (unboxing), mostraram o produto e experimentaram em vídeos. Em muitos casos, foi uma divulgação gratuita igual à de Saad, apenas pelo produto ter a ver com o universo de cada uma ou por elas terem gostado das boquinhas. 

Já a divulgação por meio de danças e desafios utilizou um formato de conteúdo popular na internet, com possibilidade de viralizar. 

Assim, o marketing de influência ligou o produto às influenciadoras que o consomem e aproveitou a audiência delas para ampliar a base de possíveis consumidores. 

Bianca Andrade: de influenciadora a empresária

A influenciadora e empresária Bianca Andrade tem movimentado o mercado de beleza. Ela soma mais 17 milhões de seguidores no Instagram e, com mais de 10 anos de carreira,  fez a transição de influenciadora a empresária, usando estratégias de marketing e criando um universo para a sua marca. 

Recentemente, Bianca lançou as boquinhas, criadas em parceria com a Cadiveu, que são gummy bears em formato de boca, sua marca registrada. Elas esgotaram em apenas um dia e faturaram mais de R$ 1 milhão.

De influenciadora a empresária: começo de blogueira, participação no Big Brother e empresária em destaque na Forbes

Começo. Bianca começou a sua carreira nas redes sociais como influenciadora de maquiagem. Com o sucesso no Youtube e no Instagram, já participou do programa da Fátima Bernardes e em 2019, lançou a linha Boca Rosa Beauty by Payot.

Big Brother. Em 2020, participou do Big Brother Brasil. O rímel e a base que utilizava no programa chamaram atenção por não sair na água, mostrando alta duração. Ambos esgotaram em diversos pontos de venda. E foi assim que no ano da pandemia fechou o seu faturamento em R$ 120 milhões apenas com o Boca Rosa Beauty. 

“Eu entrei no BBB com um propósito: me posicionar como empreendedora para o público do sofá. O público da internet já me conhecia, o pessoal do offline não. Eu entrei na intenção de me posicionar como empreendedora. Saí dividindo opiniões, mas minha marca vendeu três vezes mais”, disse ao Blomberg Línea.

Empresária. No final de 2021, criou um escritório novo como parte do seu projeto de expansão. 

“Sou uma influenciadora e empresária que foi nascida e criada em uma comunidade e após acreditar que poderia mudar a minha realidade, hoje tenho a oportunidade de me ver entre as 20 mulheres de sucesso da Forbes. Isso é resultado de muito trabalho e muito amor pelo que faço”, disse em entrevista. 

“Aqui é meu sonho materializado. O peso é justamente a responsabilidade. Nada me amadureceu mais que o meu filho. Esse foi o ano que mais me amadureceu. Sou artista, ao mesmo tempo que comunicadora, e ao mesmo tempo que empresária. Quero que a Bianca Andrade empresária seja vista. Vou tentando ser uma voz que contribua, da minha maneira”, contou em entrevista à Folha. 

Forbes. No dia 23/02, a publicação divulgou o nome a lista “20 Mulheres de Sucesso em 2022”. Dentre elas, Bianca Andrade.

 

Bianca Andrade: de influenciadora a empresária. Imagem: Instagram/Bianca Andrade.

Em seu Instagram, ela publicou:

Ainda estou sem acreditar. Já chorei quietinha no meu canto, já agradeci, já pulei, comemorei.

Hoje estou na lista das 20 mulheres de mais sucesso do meu país, segundo a FORBES. Passa um filme na minha cabeça. Eu vim da favela da Maré no Rio de Janeiro e morei lá até meus 20 anos. Isso já diz muito sobre mim. Precisei me esforçar 1000 vezes mais pelos meus objetivos, principalmente por ser uma jovem empreendedora que surgiu da internet e precisa se provar o tempo todo, mas isso não é problema para mim. Que nunca me falte força de vontade, criatividade, genialidade e persistência pra atravessar todas essas barreiras e ter mais dias como esse, fazendo história junto dessas mulheres que estão fazendo a diferença nos seus setores. Sou muito motivada por inspirações e espero que estar neste lugar me faça inspirar outras mulheres a realizar seus sonhos mais ousados, a serem independentes e donas de seus impérios. Obrigada @forbesbr, @camarotti7 e todo time pelo reconhecimento. Vocês fizeram o dia 23 de fevereiro ser histórico na minha vida.

O seu perfil do Instagram carrega na bio: “business woman”. 

Planos futuros incluem metaverso. Bianca  disse à Forbes que pretende criar um curso virtual de marketing digital e empreendedorismo. E entrar no metaverso ainda este ano com um personagem de sua marca.