Big Brother Brasil, sucesso de audiência e publicidade em 2021, já tem recordes para 2022

Será que o BBB 2022 vai superar a edição 2021?

Análise com alguns insights sobre audiência e publicidade do programa:

Audiência: O alcance médio foi de 39 milhões de pessoas assistindo ao programa por em 2021 e sim, a previsão é que o “Big dos Bigs” continue a repetir ações que deram certo para a audiência de 2021, como a participação de influenciadores

Publicidade: 196 marcas participaram do BBB. Além dos 11 maiores patrocinadores da edição (Americanas, Amstel, Avon, C&A, McDonald’s, P&G, PicPay, Seara, Unilever, Above e Organact). “Foram múltiplas oportunidades de aproveitar o engajamento gerado pelo programa em todas as telas, que foram muito bem utilizadas por agências e anunciantes em parceria com nossos times de comercialização e conteúdo, além do apoio fundamental do time do programa na criação e desenvolvimento das ações”, explicou Manzar Feres, diretora de negócios integrados em publicidade da Globo em anúncio oficial à imprensa.

Expectativa para 2022: para o BBB 2022, já são 600 milhões em faturamento. Marcas Americanas, Avon e PicPay compraram as cotas “Big”, as mais valiosas (R$ 91.9 milhões cada). C&A, Heineken, P&G e Seara serão os patrocinadores das cotas “Anjo”, a segunda linha de patrocinadores (R$ 69.4 milhões cada). Isso já supera as receitas de 2021.

O resultado do BBB 2022 varia de acordo com a recepção da mudança do apresentador ou como os participantes irão se comportar na casa. Porém, em relação à publicidade e recursos digitais, já aposta em ações que têm funcionado no programa.

Donda: a criação real-time do álbum de Kanye West

🔎 Kanye West fez a segunda listening party do seu décimo álbum, Donda. A transmissão online e ao vivo quebrou o recorde da Apple Music Global com 3.3 milhões de espectadores no total, ultrapassando os 1.8 milhões que assistiram à batalha de Verzuz entre Jeezy e Gucci Mane na Apple Music no ano passado. Kanye faz da arte um produto em construção, em tempo real e junto da plateia. Ao contrário de lives de outros artistas, não foi um lançamento, pois a obra ainda não estava pronta. É no “mínimo produto viável”, que ganha camadas a cada apresentação, sendo construído ao vivo. E que gera buzz marketing: ativa a comunidade em tempo real, feedbacks expressos, além da expectativa para ver, para ouvir e para comprar.

💡 Criação em tempo real

Com o álbum em construção ou o “mínimo produto viável” (MVP), a cada live o artista acrescenta arranjos, roupas, objetivos, locais. Simultaneamente, recebe o feedback do que está produzindo por meio de reações de fãs, da mídia, em comentários de críticas, elogios e memes. O processo criativo é revelado, pouco a pouco, enquanto a audiência consegue participar do surgimento das ideias do artista. Na concepção criativa, o buzz sobre a criação ocorre antes, durante, e depois: nos anúncios, no processo criativo da transmissão, no anúncio das próximas lives, na venda dos ingressos de apresentações, na data final de lançamento, na compra do álbum finalizado, e ainda na disponibilização do álbum nos streamings, venda de coleções de roupas e objetivos do cenário.

A estética do álbum é um exemplo. Durante a última apresentação, West usou peças da Balenciaga. Artista é conhecido por criar e desenvolver a estética de uma “era” para cada produção, como é o caso dos produtos do “Yeezy”, de peças de coloração neutra da coleção própria e que teve os tênis da Adidas com as vendas esgotadas. Em Donda, sob a direção criativa de Demna Gvasali, as peças da coleção de cores escuras da Balenciaga podem se tornar novo portfolio de merchandising.

💡 O lançamento não finaliza o buzz

A música também se transforma em tempo real, após o lançamento oficial. E não, necessariamente, o lançamento do álbum termina o que se acompanha sobre ele. No álbum “The Life of Pablo”, Kanye ainda estava atualizando as faixas enquanto os fãs ouviam nos serviços de streaming. Jack Dorsey (CEO do Twitter) sugeriu que Kanye repetisse o processo para Donda: “E … isso é improvável e talvez contra o processo criativo … mas seria incrível se @kanyewest colocasse #DONDA como está agora e continuasse a atualizá-lo até sentir que está‘ acabado ’”, escreveu ele. “… para que todos possamos testemunhar a evolução do trabalho em tempo real.”. ]

O lançamento ainda não aconteceu e já foi adiado duas vezes só esse ano, fazendo com que a conversa continue. Enquanto o álbum não é lançado, o público aproveita para ver o produto não finalizado e entrar na conversa para entender, discutir e, caso repita o sucesso de Yeezy, consumir a roupa enquanto ouve o som.